sábado, 23 de fevereiro de 2013

Cientistas transformam poluição em combustível

Nova tecnologia promete resolver dois problemas: gerar energia e limpar o ar ao mesmo tempo.
Texto/Salvador Nogueira e Bruno Garantoni (Super Interessante Dezembro / 2012)

Imagine se fosse possível retirar o CO2 da atmosfera, reduzindo o aquecimento global, e de quebra transformar esse gás em fonte de energia para a humanidade? É justamente isso que cientistas da empresa inglesa Air Fuel Syntesis dizem ter conseguido. A chave da descoberta está em um processo químico que funciona mais ou menos assim. Primeiro, o ar atmosférico é combinado com soda cáustica (hidróxido de sódio), numa reação que gera CO2 puro. Depois, aplica-se corrente elétrica para quebrar o CO2, que é decomposto em carbono e oxigênio. O carbono é misturado com hidrogênio, e isso, após mais algumas reações, forma os chamados hidrocarbonetos - entre eles, gasolina. Pode parecer milagre, mas é apenas ciência.

"Os princípios químicos dessa reação são conhecidos desde o fim do século 19", diz o engenheiro aeroespacial americano Robert Zubrin. Ele é presidente da ONG Mars Society, que defende a exploração do planeta vermelho - onde esse processo de transformação do CO2 em combustível poderia ser utilizado para gerar energia. A Air Fuel Syntesis quer usar a tecnologia aqui mesmo na Terra, agora, para resolver os problemas ambientais do planeta. Mas o grande obstáculo é econômico. Os cientistas da empresa gastaram dois anos e quase US$ 2 milhões para montar um reator experimental que, por enquanto, produziu apenas cinco litros de combustível. Mas eles acreditam que o aperfeiçoamento do processo vá torná-lo economicamente viável. E a fumaça possa ser transformada em combustível - e em dinheiro.


Se você gostou do blog, siga O mundo da FÍSICA no Facebook, no Twitter ou receba atualizações por e-mail fazendo seu cadastro na barra a direita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares